Por trás da magnificência de uma toga há, na essência, sempre, um homem, igual a qualquer outro, repleto de anseios, angústias, esperanças e sonhos.

12 de abril de 2010

Castelos de Areia


CASTELOS DE AREIA - POR ROSIVALDO TOSCANO



Meu bem-querer,
Como pudeste me deixar?
Ressecaste meu viver,
Desiludido por te amar.

Mas agora posso entender
Que castelos de areia fiz :
Pois sonhava te acolher,
Pois sonhava ser feliz.

Mergulhei em devaneios
Que julgava verdadeiros,
Não pensava te perder.

Depois que foste embora,
Morre em mim, a cada hora,
A esperança de te ver.

Praia de Barreta, 26 de fevereiro de 1989

Nenhum comentário:

Postar um comentário

IDENTIFIQUE-SE E FIQUE À VONTADE PARA COMENTAR. SOMENTE COMENTÁRIOS ANÔNIMOS NÃO SERÃO ACEITOS.